Desenvolvimento Mediúnico

DESENVOLVIMENTO MEDIÚNICO UMBANDISTA

Existem varias formas de se desenvolver a mediunidade, ou seja: de coloca-la em ação!

Uma delas é a desenvolvida pelo Espiritismo. Outra, mais antiga, é a desenvolvida pelo Candomblé aqui no Brasil, a mais de 200 anos e que veio da Mãe África. Uma terceira forma é a desenvolvida pela Umbanda, aqui no Brasil.

Em alguns centros o desenvolvimento consiste em colocar quem é médium de incorporação dentro da corrente de trabalhos espirituais, aonde ele vai aprendendo lentamente sobre todo o ritual e de vez em quando o guia chefe “puxa o guia dele”.

Em outros o desenvolvimento é feito em um dia à parte, só com a participação dos médiuns já desenvolvidos e os que estão se desenvolvendo, com os mais “velhos” auxiliando os mais “novos” a darem seus primeiros “passos”.

Eu adoto a forma que aprendi e que consiste em reunir em dia especifico, e à parte do trabalho de atendimento ao público, as pessoas com mediunidade de incorporação.

Abrimos os trabalhos com esta função: Desenvolver a mediunidade de incorporação nas pessoas que a possuem  a faculdade de incorporar espíritos.

Neste dia não se realiza atendimento a pessoas visitantes e desde o começo ao fim tudo que é feito tem o propósito de desenvolver a mediunidade.

Se houver quem toque os atabaques e cante conduzindo as manifestações, ótimo! Se não houver, os médiuns mais velhos cantam e batem palmas para auxiliar na incorporação dos que vieram para se desenvolver.

E, após a abertura da Gira, um auxiliar colocava uma delas e os Guias conduziam o trabalho auxiliando os novos médiuns a incorporarem os deles, sempre em acordo com os pontos do Orixá que estavam sendo tocados.

Se eram pontos de Oxóssi, os médiuns em desenvolvimento eram auxiliados a incorporarem seus caboclos de Oxóssi, isto para os que tinham acabado de entrar na corrente mediúnica, porque os que já haviam sido auxiliados durante algumas giras já dispensavam o auxilio e incorporavam sozinhos, só observados pelos Guias responsáveis pelo desenvolvimento deles.

Quando estavam incorporando bem os seus guias elas passavam a auxiliar nos trabalhos de atendimento público até seus guias pedirem para começar a atender consulentes porque seus médiuns estavam prontos, ou quando o guia chefe determinava que o médium, já preparado por ele começasse. E isto é assim até hoje em meu centro!

Na Umbanda o desenvolvimento dos médiuns acontece com as pessoas possuidoras da mediunidade de incorporação, entrando para corrente mediúnica e pouco apouco irem desenvolvendo-se e sendo doutrinadas até que, com o passar dos anos, comece a dar passes.

Esta é a regra e tem sido assim desde o inicio da Umbanda como religião.

10 Dicas para o desenvolvimento Espiritual

O crescimento espiritual é o processo do despertar interior, tornando-se consciente de nosso ser interior. Isto significa a elevação da consciência além da existência comum, e o despertar para algumas verdades Universais. Significa ir além da mente e do ego e compreender quem realmente você é.

O crescimento espiritual é um processo de desprendimento de nossas concepções, pensamentos, crenças e ideias errôneas, tornando-nos mais e mais conscientes de nosso ser interior. Este processo revela o espírito interior que está sempre presente, mas oculto além da personalidade – ego. O crescimento espiritual é de grande importância para todos, não somente para as pessoas que buscam a iluminação espiritual e escolhem viver em locais distantes ou isolados. O crescimento espiritual é a base para uma vida melhor e mais harmoniosa para todos, livre de tensão, medo e ansiedade. Ao descobrirmos quem nós realmente somos, nós temos uma abordagem diferente da vida. Nós aprendemos a não permitir que as circunstâncias externas influenciem o nosso ser interior e o estado da mente. Nós manifestamos serenidade e desprendimento, e desenvolvemos poder e força interior, os quais são ferramentas muitos úteis e importantes.

O crescimento espiritual não é um meio para escapar das responsabilidades, com comportamentos estranhos e sendo uma pessoa não prática. É um método de evoluir e se tornar uma pessoa mais forte, mais feliz e mais responsável. Vocês podem percorrer o caminho do crescimento espiritual, e ao mesmo tempo, viver o mesmo tipo de vida como todos os outros. Vocês não têm que ter uma vida reclusa, em algum lugar distante. Vocês podem criar uma família, trabalhar ou dirigir um negócio, e ainda, ao mesmo tempo, se engajarem em práticas que levem ao crescimento interior.

Uma vida equilibrada requer que cuidemos não somente das necessidades do corpo, sentimentos e mente, mas também do espírito, e este é o papel do crescimento espiritual.

Dez dicas para o crescimento espiritual:

1 – Leia livros espirituais e edificantes. Pense no que lê, e descubra como você pode usar a informação em sua vida.

2 – Medite, por pelo menos 15 minutos todos os dias. Se não souber como meditar, é fácil encontrar livros, websites ou professores que podem lhe ensinar a meditação.

3 – Aprenda a acalmar a sua mente através de exercícios de concentração e da meditação.

4 – Reconheça o fato de que você é um espírito com um corpo físico, não um corpo físico com um espírito. Se puder realmente aceitar esta ideia, isto mudará a sua atitude em relação a muitas coisas em sua vida.

5 – Olhe frequentemente para si mesmo e para a sua mente, e tente descobrir o que é que o torna consciente e vivo.

6 – Pense positivo. Se você estiver pensando de modo negativo, imediatamente mude para o pensamento positivo. Esteja no controle do que entra em sua mente. Abra a porta para o positivo e a feche para o negativo.

7 – Desenvolva o hábito da felicidade, olhando sempre o lado bom da vida e se esforçando para ser feliz. A felicidade vem do interior. Não permita que as suas circunstâncias externas decidam a sua felicidade por você.

8 – Exercite frequentemente a sua força de vontade e a sua capacidade de tomar decisões. Isto o fortalece e lhe dá o controle sobre a sua mente.

9 – Agradeça ao Universo por tudo o que você recebe.

10- Desenvolva a tolerância, a paciência, o tato e a consideração pelos outros. O crescimento espiritual é o direito nato de todos. É a chave para uma vida de felicidade e de paz de espírito, e da manifestação do enorme poder do espírito interior. Este espírito está igualmente presente na pessoa mais materialista e na pessoa mais espiritualizada. O nível da manifestação da espiritualidade depende de quanto o espírito interior está próximo à superfície e de quanto ele está oculto pelos pensamentos, crenças e hábitos negativos.